Tesouro

Ouvi esse causo trocando um dedo de prosa enquanto tentava fazer um conserto numa bicicleta e não tinha chave que desse conta de girar uma porca. Buscando uma chave inglesa antiga, meio comida pela ferrugem e totalmente emperrada pelo efeito do tempo, me veio a história…

“Uma vez, quando eu morava ainda na tapera1, eu perdi uma chave mais ou menos que nem essa. Era boa a chave, regulava bem, servia pra bastante coisa. Eu tava cuidando do arado do burro, não sei bem o que eu ia fazer que precisava usar ela. Derrubei no chão e não vi. Passei com burro e arado por cima. Nunca mais achei. Era boa a chave.”

No meio da prosa e da luta com a porca, a chave velha também perdeu. Por uns poucos milímetros ela tinha emperrado num tamanho que era fora dos padrões, pequena demais ou grande demais. Parecia fadada ao fim. O homem, no entanto, em uma pausa refletindo sobre o desarranjo da empreitada, observava a chave atentamente. Disse:

“Se bem que essa chave tá bem parecida com aquela lá. Eu achei ela mexendo na terra, não sei o que que ia plantar, mas foi meio lá por lá mesmo que eu achei. Faz tempinho já. É. Capaz que seja ela mesmo. Tá meio comida de ferrugem, mas é ela. Pesada, boa.”

E dizendo isso, acomodou a chave velha, que não abre nem aperta porca ou parafuso nenhum, na sacolinha de pano com todo carinho e gosto. Tinha encontrado um tesouro.

Texto por Karina de Camargo

1 Tapera é uma palavra de origem indígena que significa “casa velha” ou “aldeia abandonada”. Surgiu do tupi-guarani taba uêra, onde taba significa “aldeia”; e uêra quer dizer “extinta” ou “abandonada”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: